terça-feira, 3 de maio de 2011

ADORMECIDOS




Aqueles que passaram
pela vida adormecidos
foram a desarmonia dos sentidos,
velas que se não desfraldaram
e ecos pela paisagem distorcidos.
Foram cavaleiros que não cavalgaram,
embaixadores do nada... adidos
e pérolas que não rolaram.
Foram espelhos não polidos,
florestas que se não desbravaram
e o silêncio dos ouvidos.
Foram sóis que não brilharam,
pedaços de vidros partidos
e incêndios que não deflagraram.
Aqueles que passaram
pela vida adormecidos
foram aves que não piaram,
Evangelhos sem serem lidos
e sementes que não germinaram...

Passaram adormecidos... 



Imagem Google

2 comentários:

Kimbanda disse...

Olá Laura,

Aqueles que passam pela vida adormecidos, são os que na sua maioria buscam a felicidade onde jamais a encontrarão. Não conseguem perceber, que é dentro de si que ela mora e só desponta com alguma "maluquez".
Não conseguem rir de si próprios ao vestiram um fato esquecendo-se de tirar o cabide.

Aqui há poesia e alma que não me deixa sair incólume.

kandandos

Laura disse...

Kimbanda

A tua apreciação deste texto deixa-me satisfeita.

Publiquei-o e parece ninguém o ter lido.

Afinal leste-o tu e concluíste.

Beijinho